10 dicas para evitar a desvalorização do seu veículo

10 dicas para evitar a desvalorização do seu veículo

Um grande clichê que sempre ouvimos é: ter um carro é igual ter uma família. Realmente essa frase é verdadeira. O carro, assim como qualquer máquina complexa, requer manutenção para seu funcionamento, e esse gasto e frequente. Além disso, o carro SEMPRE sofrerá com a desvalorização ao passar dos anos.

Ao contrário de uma casa, o carro nunca vai se valorizar com o tempo, pelo contrário, só de sair com o carro da concessionária e virar a esquina, ele já perde cerca de 10% do valor de custo.

Então temos que tentar freiar ao máximo essa desvalorização, para diminuir nosso prejuízo e aumentar o ganho na hora da revenda!

Quando vamos comprar um carro, seja 0 km ou usado, colocamos algumas coisas em conta: design, preço, potência entre outros. Mas o que pouca gente pensa é: e na hora de vender?

Aqui separamos algumas dicas úteis para você evitar a depreciação do seu veículo, aumentar sua vida útil, facilitar e fazer você ganhar mais dinheiro na hora da revenda.

 

10 dicas para evitar a desvalorização do seu veículo

 

Pintura

A pintura é a primeira coisa que se destaca no carro, então se a pintura estiver em dia automaticamente o valor percebido do carro aumenta. Não é fácil vender um carro com marcas de sol ou descascando. Também tem a grande questão da lataria ser mais suscetível a enferrujar nas áreas onde não tem pintura. Vale a pena pensar com cuidado na conservação externa do seu carro, e se possível evitar deixa-lo no sol.

Manutenção preventiva

Fazer a manutenção preventiva e imprescindível para evitar a desvalorização do veículo. O motivo é simples, uma peça com defeito ou desgastada acaba por prejudicar o funcionamento e acelerar a depreciação de outras peças a seu redor. Um exemplo: se você deixar a pastilha de freio trabalhar num ponto crítico de desgaste, ela acaba por sobrecarregar o disco de freio, acabando com sua vida útil.

 

Precisa de pastilhas de freio? Clique aqui.

 

Revisão

Fazer a revisão em dia, seja na concessionária ou não, é um ponto muito bem visto entre os compradores na hora de vender seu veículo. Com as revisões em dia, você conserva seu motor, evitando sua depreciação.

Rodas

O pneu desbalanceado ou descalibrado acaba por forçar todo sistema de suspensão do carro. Uma vez que o carro não roda nas projeções ideais que foi desenvolvido, ele irá se depreciar mais rápido. Esse é um ponto muito simples de se cuidar, então fique atento, uma vez por mês calibre os pneus, e a cada 10 mil km faça o alinhamento e balanceamento.

Limpeza

Manter seu carro limpo evita, e muito, sua depreciação. Cuide do interior, não deixe o sol desgastar o painel, sujeiras se acumularem no chão e nos cantos. Se você tem bancos de couro, deve-se passar um hidratante para ele não ressecar e consequentemente quebrar. Um carro limpo e bem cuidado tem mais cara de novo, e será mais fácil vender. Quer um exemplo de como a sujeira pode depreciar seu carro? Deixar que folhas se acumulem naquele vão entre o capô e o para-brisa pode, ao longo prazo, pode fazer com que elas apodreçam e deteriorem o plástico de proteção, vazando água e prejudicando todo sistema.

Não fique muito tempo com o carro

Evite ficar com o carro mais que 5 anos. Quanto mais idade o carro tiver, mais difícil vai ser vende-lo e mais manutenção ele exigirá, fazendo com que sua depreciação aumente consideravelmente.

Carro nacional x importado

Os carros importados possuem uma taxa de desvalorização cerca de 10% maior que os nacionais.

Condução segura

Todo mundo que já comprou ou vendeu um carro usado já se deparou com a frase: o carro era de mulher. Isso porque mulheres dirigem de maneira mais consciente, desgastando menos o carro. Então essa é uma dica muito importante, para manter o carro em um estado de conservação legal: não abuse dele. Utilize-o como meio de transporte que é, e não como um brinquedo esportivo para diversão.

Originalidade

Muita gente acha que ao mexer na estrutura do carro ele valoriza. Colocando rodas esportivas, rebaixando ou pintando de uma cor diferente. Mas pelo contrário, isso só o desvaloriza. Quando a questão e depreciação, quanto mais original um carro é, melhor!

Venda na loja ou pessoa física

Como as concessionárias precisam tirar algum lucro na hora da venda, ela sempre pagará menos no seu carro que uma pessoa física. Tem que colocar na balança as facilidades que vender para loja automotiva tem, se vale apena financeiramente. Muitas vezes, se você não tiver pressa, é melhor anuncia-lo e vender você mesmo. Mas fique atento, as vezes a depreciação que o veículo sofre no tempo que você demora para vendê-lo supera o valor que você ia perder vendendo na hora para a concessionárias. É um ponto a se pensar!

Procurar peças