O guia das rodas esportivas

O guia das rodas esportivas

Se você está pensando em turbinar seu carro colocando rodas com aro esportivo, é bom saber exatamente como fazer para não entrar numa furada. Uma coisa é certa, seu carro vai ficar muito mais bonito e personalizado, porém saber todos os detalhes é importante para se tomar a melhor decisão. Não se preocupe, a Breque Freios vai te passar todas as dicas para você aumentar o aro do seu carro e andar cheio de estilo pela cidade, sem comprometer o seu carro.

 

Neste post vamos falar:

 

– O que é permitido por lei

– Comparativo entre vantagens e desvantagens

– Conclusão

 

O que é permitido Aro/Perfil/Largura

 

De acordo com a lei, é permitido fazer alterações no aro do seu carro, mas você tem que se atentar a alguns detalhes. O pneu não pode ultrapassar o limite externo do para-lamas, ou seja, não pode sair para fora do carro. Em relação ao aro, você pode aumentá-lo, contando que o conjunto fique do mesmo tamanho, ou seja, se aumentar o aro, será necessário diminuir o perfil do pneu.

O que é permitido por lei fazer nas rodas do carro?

 

Guia sobre o que é permitido ou não fazer nas rodas do seu carro.

 

O que a lei fala exatamente:

“Art 8 Ficam proibidas:

I – A utilização de rodas/pneus que ultrapassem os limites externos dos para-lamas do veículo;

II – O aumento ou diminuição do diâmetro externo do conjunto pneu/roda;”

 

Comparativo entre vantagens e desvantagens das rodas esportivas

 

Ao fazer as alterações, deve-se sempre procurar um profissional qualificado. Erros na instalação da roda podem ser um risco não só para seu bolso, como também para a sua segurança.

O que efetivamente acontece com o carro após a modificação no aro?

Vamos começar com as partes boas, ao aumentar o aro, o carro fica com uma melhor estabilidade e aderência, pois existe mais borracha em contato com o chão, melhorando o desempenho principalmente nas curvas. O desgaste do pneu e reduzido e a dirigibilidade vai melhorar. Seu carro vai chamar atenção, ficar muito mais bonito, e com aquela cara de esportivo.

Agora, as desvantagens:

Deve-se atentar a duas coisas muito importantes. A primeira é que tanto o odômetro como o velocímetro apresentarão dados fora da realidade, precisando de uma adaptação. A segunda é que seu carro irá perder aceleração e desempenho, porém irá ganhar em velocidade final.

O consumo de combustível certamente irá aumentar. O motor vai precisar de mais tração para girar as rodas, por serem maiores e exercer um atrito maior com a via.

Ao aumentar o aro, consequentemente você tem que diminuir o perfil do pneu. Com o perfil menor, o carro sente mais as trepidações da via, forçando a suspensão e assim diminuindo seu tempo de vida útil, criando ruídos e causando maior desconforto aos ocupantes do veículo.

 

Conclusão

 

O carro foi desenhado, trabalhado e desenvolvido para rodar com o tamanho do aro saído de fábrica. Qualquer mudança com certeza irá prejudicar o funcionamento do veículo.

Na verdade, para se melhorar o desempenho do veículo, o melhor seria diminuir o aro das rodas.

Como os engenheiros da Fórmula 1 descobriram a mais de 40 anos, diminuir a o aro melhoram a performance, aceleração e o consumo de combustível. Na F1 utilizam aro de 13 a 15 polegadas.

Porque os carros de hoje em dia não fazem isso? Por questões de estética.

Dados a esses fatos, deve-se colocar na balança os prós e contras, e seja qual for a sua decisão, conte com a Breque Freios para o auxílio no sistema de freios.

Procurar peças